Nem sempre saudável, o é verdadeiramente


1 - Exercício

O exercício físico é importante no fortalecimento muscular, na mobilidade e amplitude articular, no estado emocional. O excesso de exercício contudo enfraquece o sistema imunológico e aumenta a fadiga.


2- Excesso de proteína

Precisamos de 40-70g/dia de proteína dependendo da nossa massa muscular. O excesso em proteína, causa sobrecarga de órgão, aumento de risco de doenças cardiovasculares e de doenças oncológicas. Naturalmente o recurso a uma dieta rica em proteínas ajuda na perda de peso mas o tempo durante o qual se permanece nesse regime pode ter repercussões mais tarde em outras áreas do organismo


3 – Alimentos Saudáveis

A genética tem permitido perceber porque é que o que é saudável para uns pode não ser para outros. A generalização das regras pode não se traduzir num estado de saúde pleno como se deseja.


4 – Adoçantes Naturais

Só porque eles são “naturais” não significa que pode usar indiscriminadamente. Também existem adoçantes naturais de baixo valor glicémico como o agave , pela sua riqueza em frutose podem causar sobrecarga no fígado e por isso gerar problemas com os níveis de gordura e de resistência á insulina.

Assim ainda que se fale em adoçantes naturais o seu uso deve ser ponderado


5 – Sono

Os níveis de exigência ao nível do trabalho, têm vindo a aumentar. Com o teletrabalho as horas de dedicação à atividade profissional aumentaram. Muitas vezes para dar resposta às várias solicitações as horas dedicadas ao descanso são penalizadas. O sono é fundamental para a reparação do organismo é para o equilíbrio hormonal.


6 – Dietas

Existem 3 circunstâncias relacionadas com a alimentação que não contribuem para a saúde

6.1 Recurso por períodos longos a dietas limitativas, isto é, muito restritivas. Isso ocorre muito com as modas. Cada dieta deve ser usada pelo período necessário para voltar ao equilíbrio e de acordo com os problemas de saúde, a genética e os objectivos pretendidos.

6.2 A obsessão pela dieta coloca o organismo em estado de stress, gerando um estado de inflamação orgânico que permite o desenvolvimento de problemas como alteração da memória, a fadiga, perturbações intestinais, infecções recorrentes entre outras.

6.3 Comer sempre a mesma coisa não é benéfico. Existem imensas opções de alimentos ricos em excelentes nutrientes. Não existe um alimento ou grupos de alimentos que possa ser considerado a caixa da pandora. Ao alternar as frutas, vegetais e opções de proteína oferece ao organismo diferentes nutrientes que ajudam a manter o sistema imunológico equilibrado e reduzindo a probabilidade de desenvolver a sensibilidade a um alimento em particular. É o que ocorre atualmente quando se come tanto trigo. Não é tanto que o trigo não serve mas sim de que estamos a ingerir trigo a mais


7 – Suplementos


Os suplementos são importantes no nosso equilíbrio. Mas então devemos tomar muitos?

Pois, não se trata de tomar muitos ou poucos.

Antes de mais, temos de perceber como está o nosso organismo e avaliar as suas fragilidades ou deficiências. Depois entender a nossa realidade diária. O que fazemos, como comemos, quais os nossos hábitos e crenças.

Só depois podemos perceber do que precisamos e de quanto precisamos.

O Óleo é fundamental para o motor do carro mas transbordar o reservatório de óleo não vai fazer o motor funcionar melhor. O nosso corpo é igual.


8 visualizações0 comentário
  • Anatomia D´Idolo
  • Anatomia D´idolo

© 2020 por Anatomia D´Idolo. Criado com carinho por Tradi